Entendendo e aplicando a metodologia AIDA

A metodologia AIDA é amplamente utilizada pelos mais diversos setores do marketing, remontando ao século 18, quando foi inventada pelo estado-unidense Elmo Lewis, então, aplicando-a a publicidades em papel, como flyers ou jornais. Tais publicações consistiam em títulos chamativos, seguidos de informações pertinentes que geravam interesse dos clientes e finalizava com uma chamada para a compra do produto ou serviço, comumente através de um contato ou endereço onde o leitor poderia encontrar o prestador.

Com a evolução do mundo, da tecnologia e do marketing, essa estratégia, ainda que utilizada de uma forma análoga, foi sendo modificada e aplicada a diversos outros veículos de mídia, desde textos, cards, propagandas na televisão, rádio ou redes sociais. No entanto, a metodologia ainda foi além, e passou a ser aplicada não somente para vender coisas, mas também na educação, especialmente quando falamos de treinamento corporativo.

Mas como uma metodologia de venda, inventada em 1898 pode ajudar com educação corporativa? Quais os segredos desta técnica que a fazem tão utilizada mais de 100 anos depois? Essas e outras perguntas serão respondidas nos próximos tópicos, onde iremos abordar o que é a metodologia, como funciona, como aplicá-la em um treinamento em sua empresa e quais seus benefícios para a absorção do conteúdo a partir dos alunos.

O que é a metodologia AIDA?

Esta metodologia parte do princípio de separar as etapas do processo de decisão de um consumidor, ou seja, tratar cada um deles separadamente para direcionar desde o primeiro momento até a compra, chamada de jornada de compra. As letras do nome da metodologia possuem cada uma, um significado.

  • Atrair a ATENÇÃO do lead, de forma que ele venha até seu conteúdo;
  • Gerar INTERESSE, para que ele busque mais informações a respeito e se aproxime cada vez mais;
  • Despertar o DESEJO de obter o bem ou serviço;
  • Garantir a AÇÃO.

A fórmula segue princípios básicos para conversão, no entanto é importante detalhar algumas características que devem ser consideradas na produção do conteúdo. É importante a definição do público alvo para o início da construção da estratégia, de forma que ela possa funcionar. Chamar a atenção de um potencial cliente acontece quando estamos conversando com a persona correta. Por exemplo, uma publicidade sobre uma churrascaria, nunca irá chamar a atenção do público vegetariano, por mais bem preparado que esteja o material, seguindo a metodologia AIDA.

Como aplicar a metodologia AIDA na educação corporativa

Da mesma forma que no marketing, a educação, e especialmente a absorção de conteúdo acontece através de estímulos de associação, especialmente quando é despertado o interesse dos alunos no assunto, e não somente exposto de forma regular. É importante denotar que ao utilizar uma plataforma LMS em treinamentos corporativos, os resultados serão superiores e a organização e adaptação à metodologia será mais fácil. Veja a aplicação da AIDA a seguir.

Atenção

Nesta etapa é importante adequar o conteúdo a quem irá participar do treinamento corporativo, de forma que se adeque aos interesses dos presentes. A forma das aulas também é relevante, de maneira que engaje funcionários, e não passe a impressão de simplesmente obrigação ou maçante. É importante abordar conteúdos relevantes para dificuldades encontradas no trabalho, oferecendo soluções reais, e não somente exemplos que os funcionários não conseguem se identificar.

Interesse

Identificando os meios ideais de passar conhecimento, é hora de gerar interesse nos funcionários da empresa. Situações do dia a dia devem ser abordadas e consideradas na hora de apresentar o treinamento. É possível realizar entrevistas ou conversas com funcionários ou supervisores para compreender de forma adequada quais as realidades da empresa.

Conteúdos específicos para cada público são de extrema importância, pois quando se passa a impressão de generalidade, já se perde uma parcela do interesse. Um bom treinamento pode até ser baseado em um procedimento padrão, mas deve ser adaptado para cada caso.

Desejo

Tratando-se de um treinamento corporativo, esta etapa costuma ser um pouco mais difícil, porém possível de ser realizada. No marketing, cria-se o desejo da compra do bem ou do serviço, enquanto em um treinamento, deve-se substituir a sensação de obrigação pela vontade de estar acompanhando o curso.

Esta etapa é essencial para o sucesso final do aprendizado. Para atingir este objetivo, é importante que sejam abordadas soluções reais e factíveis, de forma que os funcionários percebam que ao se dedicarem às aulas, seus trabalhos e vidas irão realmente melhorar ou tornar-se mais fáceis.

Ação

Como o nome já diz, significa colocar em prática o que foi aprendido durante o processo de educação corporativa. Isso significa mostrar na prática aos presentes como o ensinado pode favorecer e simplificar atividades do seu processo de trabalho.

Caso os itens anteriores tenham sido praticados ao pé da letra, e tenham todos sido performados com maestria, este acontecerá de forma quase automática. Vale ressaltar, no entanto, que os ministrantes do treinamento deveriam verdadeiramente demonstrar a prática, e não somente assentir que ela funciona.

Os benefícios de aplicar a metodologia AIDA são dos mais diversos. Já foi possível entender que nem sempre será simples aplicá-la, porém desenvolver a técnica até a perfeição garante a absorção do conteúdo e o aprendizado de seus funcionários. Não passe mais treinamentos sem resultados, comece já a aplicar a metodologia em seus treinamentos corporativos.

 

Quer saber mais? Entre em contato com um de nossos especialistas!

 

Captcha obrigatório

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *