Jogo x gamificação: entenda as diferenças e benefícios

Há muita confusão com os termos jogo (game) e gamificação, mas é preciso que se diga que eles não são a mesma coisa. O jogo tem como características a participação voluntária, a submissão às regras e com um fim em si mesmo (entreter), sem que necessariamente haja uma conexão com a realidade (diferente da vida cotidiana).

Via de regra, os jogos, independentemente do seu meio, físico ou digital, têm como objetivo entreter, divertir e até servir como válvula de escape para os problemas do dia a dia. É nesse ponto que eles se diferenciam da gamificação.

Os jogos promovem ações que não têm relação direta com a realidade. Já a gamificação utiliza a mesma mecânica dos games para alcançar objetivos reais. Ou seja, não se limita ao lúdico, ao divertido, mas também motiva as pessoas a atingirem metas concretas.

Por meio de situações virtuais que reproduzem o cotidiano da empresa ou de qualquer outro meio, os games estimulam o usuário a pensar em como resolver esses problemas. Isso pode ser transportado para a realidade, sempre que algo parecido ocorrer.

Competências e habilidades adquiridas por meio jogos digitais: tabuleiro X digital

Pense em um demorado jogo de xadrez ou um ludo com diversos obstáculos que fazem o jogador voltar casas ou ficar algumas rodadas sem jogar. Os tabuleiros são desafiadores e instigantes, não é?

Esses como outros jogos ajudam no desenvolvimento de habilidades e isso se dá, em grande parte, por meio dos desafios. Quanto mais desafiadora, mais interessante será a partida.

O jogador desenvolve, por exemplo, as habilidades de:

  • aprender coisas novas;
  • interagir com outros jogadores;
  • tomar decisões;

Criar jogos para atrair consumidores para lojas ou motivar funcionários não é uma novidade. Isso já é feito há muito tempo em oferta de raspadinhas a cada X gastos em compras, por exemplo. Ou na competição para escolher o funcionário do mês. O que mudou, foi a introdução da tecnologia nesse processo.

Com os games digitais, a atenção das pessoas é capturada por:

  • sistemas de pontos de acordo com as tarefas realizadas;
  • recompensas apresentadas graficamente;
  • mudança de nível conforme avança no jogo;

Essas ferramentas, que costumam usar diversos recursos gráficos, acabam por criar engajamento e estimular outras habilidades, como a capacidade de se superar e de não desistir. Essas são habilidades importantes para quem precisa alcançar metas nos negócios.

 

Quer saber mais sobre o assunto? Fale com um especialista agora mesmo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *